15 de jul de 2011

O pequeno Grande Rei



Para saber mais leia: II Reis 22 - 23

Você vai precisar de: 

•1 Caixa de papelão;
•1 cabo de vassoura;
•1 papel de ofício;
•1 cola
Mensagem
Deus se alegra quando fazemos o que é certo.

Hora da história

Josias era filho de um rei, de um rei muito mau.
Quando Josias tinha 8 anos seu pai morreu, mas mesmo pequeno, foi coroado rei. Essa era uma forma de respeitar a lei, pois ele era o príncipe, herdeiro do trono de seu pai.
Mas o que poderia fazer um rei com apenas 8 anos? Ele não sabia nada de leis, de como governar um país inteiro. Mas Josias começou a estudar, reuniu alguns conselheiros de confiança que eram fiéis a Deus, e foi governando com muita sabedoria.
Quando Josias fez 16 anos de idade, ele começou a destruir imagens, pois seu povo gostava muito de ídolos, mas Josias sabia que isso era errado e não queria que seu povo não fosse fiel a Deus. Josias fez tudo de acordo com a vontade de Deus e mostrou para o povo que ele estava certo.
O bom comportamento de Josias foi além do seu reino, pois cidades vizinhas começaram a também acabar com seus ídolos e adorar somente a Deus, o Deus de Josias.
Um sacerdote um dia deu o livro da lei de Deus para Josias, ah! Josias ficou muito feliz pois agora ele poderia mostrar para todo o povo que Deus é o nosso Criador e que devemos adorar somente a Ele, não devemos pensar em outros deuses, nem ter outras coisas que nos levem para longe de Deus.
Porque Josias foi um bom rei, a Bíblia diz que não desviou seus pés da verdade e que depois dele nunca se ouviu falar em um rei tão bom e tão fiel a Deus.
Deus permitiu que Josias começasse cedo, pois as crianças que são fiéis a Deus, são as abençoadas ricamente.
Você gostaria de ser como Josias? Mesmo criança, Josias sabia fazer o que era certo, e nós também devemos fazer o que é certo. Não devemos nos importar se as outras pessoas escolhem fazer sempre o que é errado, pois Deus tudo vê. Devemos ajudá-las e ensiná-las a amarem ao nosso bom Jesus.
Vamos orar para que Jesus nos ajude sempre a fazer o que é correto.




 

0 comentários:

Postar um comentário